14 tendências para ganhar dinheiro com o mercado pet

Com a pandemia, os pets se tornaram parte integral das famílias brasileiras. Com o número de adoções aumentando, o mercado para animais de estimação aqueceu e conquistou a mente dos empreendedores brasileiros. Isso mostra porquê hoje o Brasil ocupar o 7º lugar em faturamento mundial no segmento, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Para especialistas do Sebrae-SP, se você deseja empreender nesse nicho, o primeiro passo é ter um planejamento estruturado. É necessário estudo, estar por dentro das tecnologias e saber fazer uma boa gestão do seu negócio.

O segmento fechou 2021 com faturamento aproximado de R$ 50 bilhões, o que demonstra alta lucratividade. E nesse cenário os pequenos empreendimentos conseguem se destacar por terem mais possibilidade de aproximação com os pets e tutores. Saber o nome do pet, ter uma proximidade com o tutor, é essencial. Neste mercado, você tem dois clientes: o pet e o tutor, e os dois são importantes.

Design sem nome (31).png

Porém, é importante reforçar que não são só nas oportunidades que o empreendedor deve pensar na hora de abrir seu negócio. Outros fatores importantes são: gostar de animais, entender sobre a logística do negócio, ter um atendimento humanizado, profissionalização e entender os direitos e deveres do estabelecimento.

Agora que você sabe a importância e o crescimento deste setor, trouxemos para você 14 ideias de negócios para quem quer começar a empreender no mercado pet (selecionadas a partir das principais tendências apontadas pela revista PEGN):

Produtos tecnológicos

O desenvolvimento de produtos tecnológicos para pets é uma das tendências a se prestar atenção, mas que pede qualificação do empreendedor. A dica é que o empreendedor estude a área geográfica que pretende atender e veja se há procura por microchipagem e outras tecnologias que tranquilizem os tutores de pets, assim como produtos com QR Code e GPS.

Centros de estética e petshops humanizados

A área de saúde pet é uma das mais reconhecidas e importantes deste mercado. É importante que os estabelecimentos tenham atendimento atencioso e diferenciado com os clientes.

A procura de tutores por tratamentos mais específicos está se intensificando, isso significa que o mercado pede mais profissionais especializados em cirurgias, fisioterapias e que atendam focos específicos (coluna, pele, reprodução, entre outros).

Alimentação natural

A busca por parte dos tutores por uma melhor qualidade de vida de seus pets é clara. Porém, seja qual for o tipo de alimentação que o empreendedor pretenda apostar, é preciso pensar com antecedência e estudar o mercado pois é um investimento alto, e esse é um setor muito competitivo e exigente.

Dica: Informe-se sobre registros no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, há uma série de exigências para produção e venda de itens alimentícios.

Acessórios

A produção de acessórios e roupas é muito lucrativa. A boa notícia é que a confecção pode ser feita em casa, mas cuidado, é essencial usar materiais atóxicos e seguros.

Design sem nome (32).png

Lavanderia

É um nicho totalmente novo, mas especialistas do mercado defendem que esse tipo de negócio pode ter muito potencial. A ideia é oferecer um serviço diferenciado para os tutores, higienizando caminhas, toalhas, cobertores e vários outros produtos para pets, como brinquedos que precisam ser higienizados de uma forma específica.

Fotografia

Os fotógrafos apaixonados por animais podem iniciar um negócio novo. Hoje em dia já é comum haver festas de aniversário para os pets, além de eventos de ONGS, editoriais para pets influenciadores ou para a divulgação de outros negócios do setor, sem falar no crescimento das redes sociais, onde os negócios do segmento pet irão divulgar seu trabalho. Uma foto ou vídeo de qualidade profissional faz toda diferença na apresentação do negócio, e aí vai desse novo profissional convencer sobre o diferencial do seu trabalho.  

Creches e hotéis

Os tutores já entendem a importância de um ambiente com carinho e estímulos para seus animais de estimação, mesmo enquanto estão viajando ou trabalhando. Por isso, as creches e hotéis apresentam um crescimento exponencial hoje em dia. 

Dica: É fundamental pensar em um espaço ideal para receber os hóspedes, cuidar da boa alimentação, interagir, brincar e estimular os animais, além de uma boa estrutura para a diversão e o descanso. Como diferencial você pode pensar em meios de tranquilizar o tutor com relação ao bem-estar do seu pet, como câmeras que podem ser acessadas remotamente.

Veja mais sobre o assunto nesse post do blog - clique aqui.

Consultoria

O mercado pet apresenta crescimento e diversas oportunidades de negócio, sendo assim, uma opção para quem já é um especialista do nicho, é ajudar outros negócios e pessoas que estão entrando agora.

Dica: Foque em áreas de serviço. Use sua experiência para treinar outras pessoas e para isso você pode utilizar seu próprio espaço, como ensinar banho e tosa na sua própria pet shop.

Transporte

Se você tem um pet, provavelmente já se deparou com a situação de precisar levar o seu animalzinho para outro lugar e não conseguir pois os serviços de transporte tradicionais possuem várias restrições. O empreendedor pode fazer desta necessidade uma oportunidade.

Exportação

Segundo especialistas, a exportação de produtos pet é um grande negócio no setor, mas atenção, é necessário ter conhecimento prévio. Além de estudar as leis e normas alfandegárias, você precisará de uma estrutura já reconhecida no mercado interno, testar seu produto, saber se ele é aceito.

Adestramento

Com cursos, que podem ser feitos online ou em escolas especializadas, o empreendedor pode atuar com comportamento e saúde animal. O adestramento pode ajudar os pets com ansiedade, agressividade, etc.

Dica: Procure se especializar em treinamentos aprofundados e pouco explorados, como os de animais para terapia assistida.

Banho e tosa em domicílio

A facilidade de não precisar se deslocar e ter a oportunidade de tornar uma atividade, muitas vezes estressante para o pet, mais serena, indica uma ótima oportunidade para o empreendedor que quer inovar.

Pet influencer

O mercado dos pets influenciadores nas redes sociais está em constante crescimento e pode ser uma ótima ideia de negócio.

Dog walker

Também conhecido como passeador, esse tipo de negócio pode ser feito por meio de aplicativos terceiros que conectam o empreendedor aos tutores ou através de uma empresa própria que pode inclusive prestar serviços para hotéis e creches.


 Sabe de mais alguma tendência que ficou fora da lista? Comente aqui abaixo.

Gostou? Compartilhe!

Se inscreva em nossa Newsletter
Fique por dentro das novidades do nosso blog!