DRE em pet shops, como aplicar e ter melhores resultados?

A gestão financeira de uma pet shop é muito importante, mas você sabia que a maioria dos negócios do mercado pet não consegue controlar de maneira efetiva?

Por isso hoje vamos falar sobre DRE em pet shops, quero te mostrar como elaborar um controle financeiro mais acertivo no seu negócio.

Como-fazer-uma-gestão-financeirade.jpg

O que é DRE, e como podemos aplicá-la na gerência das pet shops? 

Pensando em organizar a parte financeira da sua pet shop para dar o próximo passo? Então você precisa entender como funciona e o porquê de usar a Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) a seu favor.

O DRE tem como sua principal proposta apurar os ganhos e perdas da empresa. Ele é um balanço macro da saúde do seu negócio! 

Além de ser muito utilizado para controle mensal do funcionamento da pet, é possível analisar se estão fechando o mês no verde ou no vermelho.

É importante que fique claro o fato de que a esfera financeira da Pet Shop esteja minimamente organizada e estruturada para que seja possível realizar tal operação. 

Para ter um controle mínimo de entradas e saídas no caixa como um todo, saber seus custos fixos e variáveis, os investimentos, os projetos futuros, entre outros. Cada informação é uma peça nesse quebra-cabeça.

 

guia-como-faturar.png

 

 

A estrutura da DRE: Como montar e identificar o que é cada item 

Mas você deve estar se perguntando, como eu monto uma DRE? 

O DRE já tem uma estrutura padrão, basta você seguir! Por mais que cada empresa adapte a sua realidade, você pode perceber que todas têm em comum, a mesma forma como os dados são apresentados, e a lógica interna que rege os cálculos realizados. 

Abaixo, você pode ver uma tabela com todas as informações que precisam estar contidas nesta demonstração financeira. Ter uma organização das entradas e saídas financeiras dentro da sua pet é muito importante para conseguir extrair dos relatórios e dashboards esses valores!

 

 

Receita Bruta

( - )

Deduções

( = )

Receita Líquida

( - )

CPV/CMV/CSP

( = )

Lucro Bruto

( - )

Despesas com Vendas

( - )

Despesas Administrativas

( - )

Despesas Financeiras

( = )

Resultado Líquido

 

Receita bruta

Logo de cara já vemos a receita bruta, que nada mais é do que o total de receitas contabilizadas que tem sua origem na venda de produtos e serviços na pet shop. 

Aqui entram tanto a venda de rações a granel quanto os pacotes de banho e tosa ou serviços veterinários!

 

Deduções

Em seguida, aparecem as deduções, que são as “subtrações” no valor bruto que a pet gera, as quais abrangem todos os impostos incidentes sobre a venda de produtos e serviços, as devoluções de vendas e os descontos!  

Reforçamos aqui a parte de imposto, que merece uma atenção. Dentre estes impostos, podemos citar alguns que são os mais recorrentes nesse mercado: ICMS, PIS/Cofins, ISS. Você vai ter diversidade de impostos incidentes de acordo com seu regime tributário, por isso é importante ter a parte contábil bem gerenciada por uma empresa parceira.

 

Receita líquida

A receita líquida é o resultado após as deduções. Ou seja, ela contempla os valores das vendas de produtos e serviços (tudo que a pet gerou) após ser descontada toda questão de impostos e descontos. 

 

Custos Variáveis

Já os custos de CPV (custo dos produtos vendidos), CMV (Custo de mercadorias vendidas) e o CSP (Custo dos serviços prestados) são todos exemplos de custos que a pet tem para a venda de um produto ou execução de um serviço! Aqui você colocará todo gasto envolvido nesses processos.

 

Lucro Bruto

O lucro bruto simboliza o rendimento que resta após serem descontados os custos variáveis que a pet shop possui. Você pode perceber isso pela relação receita total x custo envolvido na disposição de produtos ou serviços, que resulta numa diferença positiva. 

 

Como organizar as despesas?

Além dos impostos, as despesas da pet são outro ponto chave na estruturação da DRE, visto que é possível interpretar a saúde de cada grande parte do negócio, podendo corrigir os rumos da melhor forma possível. Vamos conferir essas despesas detalhadamente agora.

e-book-planilha-Pet-Shop-Control.png

Despesas com vendas

Começando com as despesas com vendas, temos aqui todo e qualquer gasto envolvido no processo de comercialização de um produto ou serviço. Assim, podemos dizer que o pagamento de salários e comissões a vendedores, materiais e ferramentas utilizadas nesse processo (despesa com veículos, alimentação, CRM).

 

Despesas administrativas

Talvez uma das mais vastas, as despesas administrativas estão voltadas para a operação do negócio, e também não estão diretamente ligadas aos processos de venda. Aqui podemos destacar os: impostos, salários de funcionários de outros setores (ex:), contas de água e de luz, contabilidade, etc. 

 

Despesas operacionais

Em uma breve síntese, pode-se dizer que essas despesas todas estão inseridas num grande grupo, chamado de despesas operacionais, essencial para o negócio viver. Sejam gastos com marketing (pilar importantíssimo para o crescimento da pet) ou o pró-labore, tudo que é feito para que a pet tenha seu funcionamento dias após dia, entrará nessas deduções.

e-book-marketing-Pet-Shop-Control.png

Resultado líquido

Por fim, temos o resultado líquido, que é o resultado de rendimento após todas as deduções de custos fixos, variáveis, impostos e eventuais despesas. Você verá aqui quanto o pet lucrou realmente! É a partir desta informação valiosa que você deve pautar os próximos passos do seu negócio.

Agora que você já conhece todos os elementos que compõem a DRE, você pode ver na foto abaixo como eles se organizam no relatório. Existe toda uma lógica de continuidade onde as deduções vão sendo feitas até chegarmos no resultado líquido.

estrutura-DRE.png

fonte: https://blog.cefis.com.br/dre-demonstracao-resultado-exercicio/


Saiba quais movimentos fazer com a maior segurança possível!

Gerencie sua pet shop baseado nos números reais, sem “achismos”! Utilize essa ferramenta potente a seu favor!

Quando você parar para analisar os resultados obtidos com a DRE, é possível projetar as ações e pautar mudanças no modo de trabalho da sua empresa. Fica muito mais prático visualizar setores que estão rendendo menos do que o esperado, assim como destacar o carro chefe da sua loja. 

O DRE pode ser feito mensalmente visando um controle mais administrativo da pet, trimestralmente para que haja um acompanhamento fiscal e anualmente para um controle legal da pet. 

Com ele você pode não somente otimizar custos como investir na área certa da pet para maximizar o lucro e a produtividade

CTA_petcontrol3.png

 

 

 

 

Agora você já sabe como usar o DRE ao seu favor!

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender um pouco mais sobre o poder que essa ferramenta chamada de DRE possui, e o quanto ela pode impactar positivamente no seu negócio.

Não esqueça, uma boa gestão e um controle organizacional são fundamentais para a saúde da sua pet. É necessário ter disciplina para avaliar os relatórios e saber ler o que os números estão indicando.

Sinta-se à vontade para deixar um comentário sobre o que achou deste artigo, o feedback de você é muito importante para nós!

Gostou? Compartilhe!

Se inscreva em nossa Newsletter
Fique por dentro das novidades do nosso blog!